Início Dicas Água: o melhor tipo e a quantidade correta que o animal precisa...

Água: o melhor tipo e a quantidade correta que o animal precisa ingerir

COMPARTILHAR

Se você faz parte dos pais de cães ou gatos que tem dúvida sobre a quantidade ideal de água a ser dada à eles, e, qual o melhor tipo de água (torneira, filtrada ou mineral), nesse texto nós vamos esclarecer todas as suas dúvidas e ainda falar sobre os tipos de bebedouros para eles!

O animal, assim como o ser humano, possui uma grande quantidade de água no corpo, sendo que o corpo de um cachorro adulto, por exemplo, é composto de 60% de água, já o de um filhote, tem em torno de 84%. E, beber água é uma das coisas que não podem faltar a eles, principalmente quando o clima está muito quente.

A água faz a regulação da temperatura corporal, transporta nutrientes para a células, elimina toxinas e ajuda os órgãos e as articulações a funcionarem direito e fazer com que o corpo funcione perfeitamente.

Tipos de água

Para cuidar bem do seu bichinho de estimação, é preciso saber qual tipo de água é melhor para ele. E é isso o que vamos explicar à você! Considerando que o PH (potencial hidrogeniônico) da água precisa estar entre 6,5 e 8,5, mantendo a neutralidade dela, sendo transparente, sem cheiro e sem sabor.

água de torneira

A água da torneira passa por um tratamento muito intenso, que causa muita contaminação, além de sedimentos físicos, também pode conter ­bactérias, vírus e protozoários. Podendo trazer uma doença chamada Giardíase, na qual um parasita entra no sistema intestinal do bichinho através da água, com os sintomas de diarreia, mau cheiro, vômitos, dores abdominais, desidratação e perda de peso. Sem contar que, essa doença pode ser passada tanto de animal para humano, quanto de humano para animal.

Você pode saber mais sobre a giardíase, clicando aqui. 

Entretanto, se tratada corretamente e chegar a sua casa com as características descritas acima, estar sem cheiro, sabor ou cor é possível fazer o consumo dela sem se preocupar.

cachorro bebendo agua

Já a água filtrada retira todas essas substâncias ruins que são passadas por meio da torneira, desde que o filtro seja qualificado com o selo do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), restando poucas contaminações.

Para oferecer água filtrada para seu cão ou gato já existem algumas opções de bebedouros que vem com um filtro, assim você pode preenche-lo normalmente com água da torneira e o filtro acoplado ao bebedouro filtra a água e retira todas as impurezas dela.

fonte bebedouro gato

Neste caso, as Fontes Bebedouros são uma boa escolha, já que além de filtrar a água, elas promovem a recirculação da água, proporcionando água corrente, limpa e fresca fazendo com que o seu bichinho beba muito mais água, deixando-o mais saudável. Veja aqui as melhores marcas de Fonte Bebedouro.

Como os gatos gostam mais de água corrente, esse bebedouro é o mais indicado para eles. No post de Bebedouro para gatos, nós explicamos um pouco mais sobre o porquê dessa ser a melhor escolha para eles.

Além das fontes bebedouros, também existe o bebedouro Torus, uma novidade no mercado, que também filtra a água através de filtro de carvão ativado, e além disto ele deixa a água do seu pet fresquinha, como se fosse um cooler, com autopreenchimento. Diferente das fontes bebedouros, ele não recircula a água e por isso não precisa de energia elétrica para funcionar. Para saber mais sobre o bebedouro Torus, clique aqui.

Mas, caso você esteja procurando um produto com um custo X benefício bons para o seu animal, é possível escolher o bebedouro de aço inox, que mantém a água fresca, devido ao seu material, e é fácil de limpar, já que também dificulta a formação de bactérias, por não possuírem poros (sendo que os de plásticos possuem).

Mas, precisa-se levar sempre em conta que, sendo a água de torneira ou filtrada, a caixa d’água precisa estar corretamente limpa, para haver menos problemas em relação a contaminação.

água mineral para cachorros

Contudo, a água mineral, não armazenada de maneira errada, na garagem, sob o sol, perto de fumaça de gasolina, pesticidas e outros produtos químicos, pode trazer alguns problemas, como, dar cheiro ou gosto à água.

É preciso tomar cuidado com águas que são de fontes artificiais, o que traz contaminação a ela, principalmente quando armazenadas em garrafas de plástico. Já em sua composição, se o sódio não for de 1 a 2 mg por litro, pode trazer complicações.

Não exista uma água perfeita para o seu bichinho de estimação, mas ainda sim, a melhor entre elas, acaba sendo a água filtrada, desde que seja seguida corretamente as instruções dadas acima, para que não haja nenhuma complicação. Ainda sim, é preciso que a água seja trocada, no mínimo, duas vezes ao dia.

Desidratação e Hiper-hidratação

Ainda dando o tipo certo de água a ele, é preciso também, saber quando seu animal pode estar desidratado ou hiper-hidratação (quando estão hidratados além do necessário). Nenhum dos extremos é bom para eles.

Os cães, quando hidratados, têm a gengiva molhada, já quando há desidratação, a gengiva deles fica seca. Outro modo de perceber esse problema é quando se puxa levemente a parte de trás do pescoço do cachorro, se ela voltar devagar, é porque ele está desidratado.

Quando o cachorro bebe água demais, acontece a hiper-hidratação, que causa vômitos, diarreia, confusão e sonolência. Mas, nos dois casos, levar ao veterinário é a melhor indicação.

Já com os gatos, a hiper-hidratação faz com que urinem mais de 3 vezes por dia, o que é fora do comum e que, normalmente, vem acompanhada da desidratação, já que ele soltou muito líquido.

Mas na desidratação, os sintomas dos gatos são levemente diferente dos cachorros, o pelo não tem tanto brilho e escamas, assim como a pele fica menos flexível e ele fica desanimado e mal-humorado. E, também, nos dois casos, é melhor fazer uma visita ao veterinário.

Com o calor chegando, é preciso tomar cada vez mais cuidado em relação a hidratação dos peludinhos, como falamos no post sobre cuidado com os gatos no calor.

Quantidade de água

Do mesmo modo que nós temos uma quantidade certa de água para tomar no dia, eles também têm. Em média, a cada 1 kg do animal, ele precisa consumir, em torno de 50 a 60 ml de água por dia. Ou seja, se o seu cão ou gato tem 5kg, ele precisa tomar em torno de 300 ml de água diariamente, e, assim por diante, como na imagem:

Todos os pontos que foram abordados nesse texto são muito importantes para o desenvolvimento do seu animalzinho. Lembrando que, em qualquer mudança de comportamento, leve-o ao médico veterinário o quanto antes.

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorOutubro Rosa: saiba tudo sobre o câncer de mama em animais
Próximo artigoComo criar uma cabra?
Redação Geração Pet
Adoramos ler, escrever e falar sobre pets! Amamos cães, gatos e todos os animais e estamos aqui para te ajudar a entender tudo sobre o seu amiguinho, tirar dúvidas, se divertir, rir, emocionar e conhecer várias dicas importantes.