COMPARTILHAR
0 Flares 0 Flares ×

A alimentação oferecida é um dos fatores mais importantes em relação à criação de pets, e se por algum motivo tenha que ser alterada, é importante você saber como trocar a ração do seu cachorro.

Uma alimentação adequada é essencial para uma boa saúde e o desenvolvimento dos cães e gatos. Porém, não basta oferecer apenas a ração mais famosa ou cara do mercado, você deve ter em mente que é necessário observar questões como o porte, peso, raça e outras características para que o produto oferecido supra todas as necessidades alimentares do seu amiguinho de quatro patas.

trocar ração cachorro

Lembre-se também que o seu cão não pode comer qualquer tipo de alimento!
Ele precisa muito da proteína e também não pode comer alguns tipos de comida que nós, humanos, podemos, por isso, tenha atenção!

Observe a alimentação do seu cão e leve-o ao veterinário caso tenha algum comportamento estranho, talvez você precise trocar a ração dele.

Por que devo trocar a ração?

Existem alguns motivos importantes que podem levar à esta decisão e ação, por exemplo:

  • trocar ração cachorro– Idade: trocar de ração de filhotes para de adultos ou de adultos para idosos;
  • – Preferência: trocar de uma ração normal ou premium para uma ração super premium, que possui mais qualidade e nutrientes;
  • – Escolha: o cachorro se recusa a comer a ração e então é necessário fazer a troca;
  • – Lançamento de marca: há uma novidade no mercado de ração específica para o seu cachorro;
  • – Preço: a ração que costumava comprar teve o preço muito aumentado e é preciso comprar uma marca mais acessível;
  • – Saúde: nesta questão há diversos motivos diferentes, como a questão das fezes do cachorro (odor e consistência), gases, alergia, problemas de pele e doenças que exigem uma ração medicamentosa.

Estes são alguns exemplos, mas existem inúmeros casos que exigem uma troca de ração.


Na Geração Pet temos as melhores marcas de ração do mercado com condições especiais!

O organismo dos cachorros é sensível e uma troca brusca pode acarretar em problemas de saúde, como diarréia, vômitos e desidratação (em casos mais graves, podendo levar o cão a precisar ficar internado).

Trocar não é o maior problema, mas o jeito de como isso é feito é que merece muita atenção, para que tenha o menor impacto possível para a saúde do cachorro. É simples, basta se programar seguindo nossas dicas a seguir:

Escolha a nova ração ideal

Em muitos casos, a troca de ração é necessária a partir de uma orientação do veterinário, sendo assim, basta comprar a nova ração.

Caso a nova ração seja por questão de preferência ou outros motivos e você ainda tem dúvidas sobre a escolha da ração ideal, sugerimos que leia nosso artigo sobre os Passos para Escolher a Ração Ideal e também o texto o qual explicamos a diferença entre ração Normal, Premium e Super Premium.

Não deixe a ração atual acabar

No período de troca de ração, a transição é feita aos poucos, e não de uma hora para outra. Portanto, não deixe que a ração a ser substituída acabe antes de ter concluído o período de transição, pois isto pode deixar o seu cão com fome, passando mal e até doente.

trocar a racao cachorro

Faça a programação

Faça um planejamento e trace uma programação de 6 dias seguidos que devem ser o período da troca de ração de forma gradativa. Você deverá oferecer ao seu cachorro as duas rações misturadas no pote de comida dele.

Certifique-se de que possui quantias suficientes das duas rações (a atual e a nova) e faça o cronograma de acordo com o esquema abaixo:

Dias 1 e 2: Mais ração atual e menos ração nova (75% da atual e 25% da nova)

Dias 3 e 4: Meio a meio (50% da atual e 50% da nova)

Dias 5 e 6: Menos ração atual e mais ração nova (25% da atual e 75% da nova)

Dia 7 em diante: apenas ração nova (100%)

A partir do sétimo dia, seu cachorro já deve comer da ração nova sem perceber muito a diferença e a troca.

Troca para Alimentação Natural

Mesmo para alimentação natural é importante que a transição seja feita gradativamente, sempre respeitando proporcionalmente a quantidade diária recomendada da alimentação natural e da ração anterior, assim o o trato digestório do cachorro irá se adaptando. Para que não ocorra nenhum problema, siga o cronograma abaixo:

Trocar ração do cachorro

  • Dias 1 e 2: comece com 75% da ração antiga, misturada com 25% de alimentação natural;
  • Dias 3 e 4: misture 50% da ração antiga, com 50% de alimentação natural;
  • Dias 5 e 6: misture 25% da ração antiga, com 75% de ração natural;
  • A partir de 7 dias: 100% de alimentação natural.

Você conhece alimentação natural? Na nossa loja temos uma excelente opção, Pet Delícia. Clique aqui e confira nossas ofertas de Pet Delícia.

Ração misturada

É importante oferecer gradativamente misturando as rações no potinho para que a percepção do cachorro seja amenizada, assim como a rejeição do organismo. Pode acontecer de o formato e textura da ração também se alterar, por exemplo, os grãos da nova ração podem ser mais durinhos e maiores, e isto o cão percebe bem na hora de comer.

como fazer troca de ração cachorro

Observe

É fundamental procurar seguir a mesma rotina de alimentação, sem mudar horários ou locais onde o cão recebe o alimento. A partir daí, observe se o cão aprova a nova dieta, inicialmente fornecida em pequenas quantidades. O ideal é que ele não perceba que está comendo mais de um tipo de ração, de forma que não fique “escolhendo” os grãos que come.

Observe também as fezes e urina, para verificar se está tudo certo com ele mesmo após a troca de ração.

Siga estas dicas e faça uma troca de ração adequada sem prejudicar os hábitos de seu cãozinho.

Na Geração Pet temos as melhores marcas de ração do mercado com condições especiais, confira clicando aqui!

Esperamos que tenha gostado das nossas orientações!

Siga-nos no Facebook | Confira nossas ofertas