COMPARTILHAR

A hipertermia é um aumento da temperatura do corpo acima dos valores normais, podendo chegar até 45ºC. Esta elevação da temperatura causa desidratação severa e pode levar à desnaturação das proteínas do organismo, o que geralmente é fatal. Por isso que não é exagero dizer que o calor pode matar seu cachorro!

Os animais sentem calor da mesma forma que nós, mas os cães e gatos não possuem glândulas sudoríparas, portanto, trocam calor com o ambiente principalmente através da respiração.

hipertermia

A hipertermia acomete muitos cães e gatos em épocas de clima quente e úmido. Alguns animais são mais predispostos a apresentar esta condição como os buldogues ingleses, buldogues franceses, shih tzus, lhasa apsos, entre outras raças. Animais obesos, principalmente os que apresentam problemas cardíacos e/ou respiratórios, também podem facilmente desenvolver a hipertermia.
Freqüentemente é uma história de exposição ao calor excessivo. A duração da exposição é variável, dependendo das condições ambientais e da condição física do animal. Ocorre em situações como passeios em horas quentes do dia, animais deixados dentro de carros ao sol, cães amarrados em regiões sem sombras, exercícios e brincadeiras excessivas em dias quentes, gatos que viajam em carros sem ar-condicionado, ou fechados em locais quentes como caixas de transportes, etc.

Os sintomas são: respiração rápida, hipersalivação, saliva espessa, mucosas de coloração vermelho escura (cor de tijolo), tremores musculares, vômitos, diarréia, falta de coordenação motora, andar cambaleante, perda de consciência, desmaios e convulsões.

O que fazer ao notar algum sintoma?

Assim que notar estes sinais em seu animal de estimação, retire-o imediatamente da exposição direta ao sol, resfrie suas patas, barriga, e dorso com toalhas molhadas ou água fresca. Evite usar água muito gelada ou gelo, pois o resfriamento rápido também pode ser prejudicial. Ofereça água fresca, e leve-o ao veterinário o mais rápido possível.

Para prevenir esse grave quadro, deve-se evitar passear com o animal nas horas mais quentes do dia. Nunca deixe seu cão sozinho dentro de carros com os vidros fechados, mesmo em dias não tão quentes.

hipertermia calor cachorro

Evite exercícios rigorosos ou caminhadas longas em dias quentes. Opte sempre por caminhar em áreas com sombra e nunca em áreas com sol direto, pois o chão pode estar muito quente e causar queimaduras nas patas. Ofereça sempre água fresca ao longo do trajeto.
Passe protetor solar nas áreas mais sensíveis (focinho e as pontas das orelhas) especialmente em cães de pêlos curtos ou pele clara. Assim como nós, os cachorros também sofrem queimaduras.

Cuide bem do seu cãozinho principalmente nos dias quentes!