COMPARTILHAR

A alimentação do seu pet é extremamente importante, certo? Afinal, ele depende dela para sobreviver e ter saúde! Muito se fala sobre a escolha da forma de alimentação para um cão ou gato, a marca da ração e diversos outros assuntos, mas não podemos nos esquecer sobre algo muito importante também: o pote de ração!

O local onde será colocado o alimento do seu pet é extremamente relevante e você deve se atentar na hora de escolher para comprar e também mantê-lo limpo.
Por isso, preparamos estas 6 Dicas para ter o Pote de Ração Ideal para seu Cachorro!

1. Quantidade de comida x tamanho do pote

A quantia de ração a ser oferecida ao seu pet deve ser adequada e referente ao tamanho do pote de comida dele. Comprar um pote muito grande pode não ser uma boa ideia, pois pode ocorrer a tendência de enchê-lo demais de ração e acabar oferecendo mais que o necessário, causando até a obesidade no animal. Um pote grande para uma quantia pequena, causa a impressão de “prato vazio”, mesmo que essa quantia “pequena” seja a ideal para a alimentação do cão ou gato.

Veja abaixo como identificar a quantidade certa de comida pro seu cachorro e o tamanho do pote:

Pote pequeno

Medidas: cerca de 240 ml a 480 ml de capacidade

Ideal para raças de porte pequeno (1 a 10 kg) como Yorkshire, Chihuahua, Spitz Alemão, Dachshund, Maltês, Shih-Tzu, etc.

Pote médio

Medidas: cerca de 500 ml a 800 ml de capacidade

Ideal para raças de porte médio (10 a 25 kg) como Bulldog Francês, Schnauzer, Bull Terrier, Beagle, Cocker, etc.

Pote grande

Medidas: cerca de 900 ml a 1300 ml de capacidade, 20 cm de diâmetro e 7 cm de altura.

Ideal para raças de porte grande (acima de 25 kg) como Pastor Alemão, Golden, Boxer, Labrador, Collie, Pit Bull, etc.

Você pode usar uma balança para ter o peso exato da quantia necessária para alimentar o seu cão ou usar uma caneca ou copo como parâmetro para saber exatamente o quanto oferecer a ele.

E lembre-se: a quantidade é diária, então você deve dividi-la por dois, para oferecer pela manhã e à noite (cães adultos) e três vezes por dia (para filhotes).

Pote de água!

Já o pote de água deve ser grande! Ele pode ser 2 a 4 vezes maior que o tamanho do pote de comida. E lembre-se de trocar a água frequentemente e manter o pote sempre cheio de água fresca!

2. Altura da posição do pote

Colocar os potes de comida na altura certa pode ser uma boa forma de melhorar a postura do seu cão, além de facilitar a digestão. Quando o pote está no chão, o cão precisa abaixar muito a cabeça para alcançar a ração, fazendo com que suas articulações se forcem muito, o qua pode causar problemas futuros.

Cães com problemas de refluxo, que vomitam ou engasgam após as refeições, podem melhorar muito se comerem a comida e tomarem a água em potes suspensos ou em posições mais altas.

3. Quantia de potes

Um pote para água e outro para comida é suficiente, certo? Sim!
Talvez…

Já percebeu se seu pet às vezes fica com preguiça de ir até onde os potes estão acomodados? Isso pode acontecer, ainda mais se você mora em uma casa grande… Então é uma ótima dica ter mais de um pote de água e comida pela casa, assim está sempre ao alcance do seu cão ou gato.

4. Tipo de material

O material de que o pote é composto também é um detalhe bastante importante na hora da escolha do pote de comida.

pote-racao-ideal

Continue lendo abaixo e saiba quais são as diferenças e vantagens entre cada tipo de material:

  • Aço Inoxidável: é a melhor opção, pois é um material durável, resistente e que pode ser lavado com mais facilidade com água e sabão. Os potes deste tipo custam um pouco mais caro, mas duram muito tempo e valem à pena, além de serem produzidos com ou sem borracha anti-derrapante. Nós Indicamos!
  • Alumínio: uma opção mais acessível e também resistente, mas que necessita de atenção pois o alumínio pode criar ranhuras (vincos no material) e soltar partículas do material na comida e na água do pet, o que é prejudicial à saúde.
  • Cerâmica: é um tipo de material muito fácil de limpar e é encontrado em diversos formatos bem diferentes, porém o ponto fraco é que é um material mais frágil e pode quebrar com mais faiclidade.
  • Plástico: este é o material mais usado e mais barato do mercado e devem ser repostos com certa frequência pois sofrem muito desgaste enquanto são utilizados para ração e água!

5. Limpeza adequada

Muitas vezes podemos olhar no pote de comida e de água de nossos pets e acharmos que estão limpos, aparentemente. Ou se lavar apenas com água podem estar limpos suficiente.
Mas não se engane! Os “pratos” de comida de nossos cães e gatos devem ser muito bem limpos assim como os pratos onde nós comemos nossa comida.

Frequentemente, lave com uma esponja, água e sabão os potes de água e comida de seu pet, pois neles podem existir uma certa sujeira (limo) quase invisível, mas que ao passarmos a mão ou uma esponja podemos perceber a sua presença, composta por muitas bactérias.

6. Pote eletrônico?

Sim! Hoje em dia existem potes / comedouros tão modernos que são automáticos, tanto para ração quanto para água e podem ser bastante úteis!

Deixar a ração sempre à disposição do seu pet, para que coma à vontade, pode ser ruim pois pode levá-lo à obesidade, ele acaba perdendo o controle de sua alimentação.
Ao mesmo tempo, oferecer pequenas quantias de ração pode acabar sendo menos do que seu pet precisa, prejudicando sua dieta.

A grande vantagem do pote eletrônico é para donos que ficam muito tempo ausentes de casa ou vão viajar e deixar o cão por mais tempo sozinho… os mais modernos e tecnológicos são bem interessantes para controlar as quantias exatas de ração que o cão precisa. Confira aqui alguns modelos!

pote-eletronico

Agora que você já sabe como ter o pote de comida e água ideal para seu cão ou gato, capriche na escolha e na manutenção para que o seu pet tenha o melhor sempre!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorViagem e pets: o que fazer?
Próximo artigoObesidade: como cuidar de um cachorro gordo
Redação Geração Pet
Adoramos ler, escrever e falar sobre pets! Amamos cães, gatos e todos os animais e estamos aqui para te ajudar a entender tudo sobre o seu amiguinho, tirar dúvidas, se divertir, rir, emocionar e conhecer várias dicas importantes.