Início Saúde Toxoplasmose: Sintomas, tratamento, como prevenir?

Toxoplasmose: Sintomas, tratamento, como prevenir?

COMPARTILHAR
0 Flares 0 Flares ×

Os gatos são considerados animais bastante higiênicos. Eles lambem os seus pelos frequentemente para se limpar, além de utilizarem caixas de areia para fazer as suas necessidades. Porém, é preciso tomar cuidado, já que caso essas caixinhas não sejam constantemente trocadas, há perigo de proliferação de doenças.

Uma delas é a toxoplasmose, conhecida popularmente como “doença do gato”. Isso porque ela é contraída por humanos através do consumo de alimentos mal higienizados e contaminados por fezes dos felinos. Por isso, é importante manter a higiene no ambiente que o animal vive, ajudando na prevenção da doença.

Para saber quais os sintomas e como se prevenir desse mal é só continuar lendo este texto!

Transmissão

Alimentos crus mal higienizados podem conter a doença

A toxoplasmose é uma doença causada pelo protozoário Toxoplasma gondii, um parasita intracelular que pode contaminar diversos tipos de animais. Porém é nos gatos que ele consegue completar o seu ciclo reprodutivo, ficando alojado no intestino do bichinho. Os seres humanos e outros animais apenas são hospedeiros intermediários, ou seja, ele apenas se fixa nos tecidos e traz os problemas de saúde.

A doença não tem caráter contagioso, sendo contraída por via oral. Isto é, pela ingestão de carnes cruas ou mal cozidas – principalmente de boi, porco e carneiro – e de alimentos mal higienizados ou que foram contaminados, de alguma forma, por fezes de gato.

Há a possibilidade, ainda, de haver a contaminação por transfusão de sangue ou pela doação de órgãos. Durante a gravidez, caso a mãe tenha sido contaminada, ela pode transferir a doença para o bebê, através da placenta (toxoplasmose congênita). Por isso, fazer exames de sangue periódicos sempre podem ajudar, para conseguir detectar a doença.

Sintomas

Apesar de serem higiênicos, os gatos são os principais transmissores

Pessoas com um bom sistema imunológico podem até contrair a doença, porém não sentirão efeito algum em seus corpos. Já aquelas que estão um pouco mais desprotegidas podem apresentar um quadro viral comum. Isso inclui:

• Dores no corpo;
• Dor de cabeça;
• Febre;
• Cansaço;
• Ínguas e manchas vermelhas pelo corpo (principalmente na região do pescoço);
• Dificuldade para enxergar.

No caso de toxoplasmose congênita, a preocupação é maior. Ela pode ocasionar no feto alterações oculares, hidrocefalia, microcefalia, retardo mental, convulsões, anemia, problemas no fígado e mais raramente podem ocorrer o aborto e natimorto.

Os sintomas podem ser mais graves, também, em pessoas em situação de risco. Entre elas estão as soro positivas, que estão passando por tratamentos com quimioterapia e que estão fazendo o uso de drogas esteroidais com ação anti-inflamatória e e drogas imunossupressoras para evitar rejeição nos transplantes de órgãos.

Tratamento e como se prevenir

Um gato bem alimentado evita de sair à caça, diminuindo os riscos de transmitir a doença

Para tratar a doença são utilizados alguns tipos de medicamentos, que auxiliam no combate ao protozoário. O principal remédio seria a pirimetamina (usada também contra a malária), que associada a um antibiótico específico e ao ácido fólico, consegue impedir a proliferação da bactéria no corpo. É importante que haja uma receita prescrita por um médico, que deve acompanhar o tratamento.

Para se prevenir, manter a higiene é a principal dica. É bom evitar a ingestão de alimentos crus que você não tenha certeza de que foram bem lavados. E quando for manipular carnes cruas, lave bem as mãos antes e depois.

Os gatos também merecem uma atenção nessa questão. Mantenha sempre a vacinação em dia do bichinho, além de acostumá-lo a comer somente rações de qualidade. Pois caso ele esteja bem alimentado, evitará de sair à caça, diminuindo o risco de ser contaminado pelo protozoário que causa a toxoplasmose.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorO cão ideal para o seu signo
Próximo artigoGuia de raças: Doberman
Adoramos ler, escrever e falar sobre pets! Amamos cães, gatos e todos os animais e estamos aqui para te ajudar a entender tudo sobre o seu amiguinho, tirar dúvidas, se divertir, rir, emocionar e conhecer várias dicas importantes.