SHARE
Hoje vamos conversar sobre um tema um pouco polêmico, as zoonoses, ou seja, doenças de animais que afetam nossos pets. Existem muitos mitos e lendas sobre as zoonoses, e elas afetam tanto os cachorros, como gatos, roedores e pássaros. Então, é muito importante que os donos de animais conheçam mais sobre esse assuntos e possam entender quais são os riscos e preocupações que realmente devem existir.

Zoonose por definição é toda doença que pode ser transferida do animal para o homem e também do homem para o animal. Os animais, assim como os humanos, tem em sua saliva e secreções microorganismos, que vão desde bactérias aos fungos, larvas e vírus. Esses microorganismos podem desencadear desde reações alérgicas até doenças como raiva, hepatite e pneumonia.

Aqui vamos falar das zoonoses mais conhecidas e como evitá-las.

Raiva

Como define o Ministério da Saúde, a raiva é uma zoonose viral, que pode atingir todos os mamíferos suscetíveis ao vírus da raiva, assim eles também se tornam transmissores. A transmissão acontece através do contato com a saliva do animal infectado. Depois da contaminação o vírus se espalha pelas glândulas salivares e outros órgãos. No Brasil, a raiva é epidêmica, por isso o governo promove campanhas de vacinação aos animais. A vacinação é o único modo de prevenir essa zoonose.

São sintomas da raiva:
– Baba em excesso;
– Espasmos musculares;
– Agitação e ansiedade;
– Perda da função muscular;
– Convulsões;
– Dificuldade para engolir (ao beber o animal pode provocar espasmos na laringe)

O período dos sintomas pode durar de 3 à 12 semanas, dificultando muito a vida do animal. Por isso o quanto antes notar sintomas, o melhor é procurar um veterinário, pois assim ele orientará para um tratamento eficaz com medicamentos. Mas nada é mais eficaz do que a prevenção da zoonose.

vacina-cachorro-vet

Leptospirose

A leptospirose é uma zoonose infecciosa, causada por uma bactéria presente na urina de ratos e outros animais. Apesar dos roedores serem populares por transmitir essa doença, os cachorros e bovinos também podem transmitir essa zoonose. O homem acaba contraindo essa zoonose ao entrar em contato com a água ou lama das chuvas, ou de qualquer poça, lago ou rio que tenha contato com os ratos de rua.  

Caso você tenha roedores, é importante que eles tenham um habitat sempre limpo e ventilado. E com os cachorros, é importante que eles não tenham contato com ratos de rua em sua casinha ou canil. Ao suspeitar de leptospirose leve seu animal ao veterinário imediatamente e procure um médico, pois assim ele orientará para um tratamento eficaz com medicamentos.

Leishmaniose

É uma zoonose infecciosa, porém não é contagiosa. É causada por contato com um parasita que vivem e se multiplicam no interior das células de defesa. Existem dois tipos de leishmaniose: a tegular e cutânea. Ela é transmitida por um inseto  bem pequeno, medem de 2 a 3 milimetros.

São sintomas da Leishmaniose:
– Febre;
– Anemia;
– Elevações avermelhadas na pele;
– Feridas e crostas;
– Inchaço no abdomem;
Entre outros.

A prevenção é feita através da dedetização, utilização de repelentes, uso de mosquiteiros e telas protetoras. Aqui também se faz muito importante um habitat limpo e ventilado para o seu pet. Animais que vivem perto de matos e matagais acabam tento contato maior com mosquitos.

Saiba mais sobre esta doença clicando aqui.

Lembre-se sempre de prestar atenção no comportamento do seu pet. As zoonoses são perigosas, mas podem e devem ser evitadas e tratadas. O quanto antes for diagnosticado melhor é para o seu animalzinho e você. 

Cupom de Desconto Geração Pet - Pet Shop Online
Cupom de Desconto Geração Pet - Pet Shop Online
Cupom de Desconto Geração Pet - Pet Shop Online