COMPARTILHAR
O gato Persa é uma das raças mais desejadas e populares entre os felinos. Se você quer um ou apenas saber mais sobre este gato, leia nosso artigo até o fim e conheça mais sobre esta raça tão interessante.

gato persa

Principais características do gato Persa

  • Coloração: creme, vermelho, azul, preto, tartaruga azul, escama tartaruga, branco, bicolor creme, bicolor preto, bicolor vermelho, bicolor azul ou cálico.

  • Expectativa de vida: de 15 a 20 anos.

  • Olhos: redondos e grandes.

  • Pelagem: longa;

  • Qualidades principais: dócil, tranquilo e fiel.
  • Tamanho/Peso: de 3,5 kg a 7 kg, com altura de aproximadamente 25 cm.

O gato Persa muitas vezes é chamado de “gachorros” (gatos que parecem cachorros), por causa da necessidade de cuidados diários e de limpeza nos olhos e com os pelos. Este gatinho também é um dos bichanos mais carinhosos, outra característica dos cães.

Saiba quais são os principais cuidados com a saúde do gato Persa no próximo tópico.

Principais cuidados

Os gatos da raça Persa costumam atingir a sua puberdade bastante tarde, mais ou menos aos 12 meses de idade, que é quando a fêmea deverá ter o primeiro cio e o macho começa a se interessar por elas, podendo até mesmo marcar território. A maturidade chega aos dois anos.

Alguns dos problemas de saúde típicos podem acontecer com gatos com o nariz mais achatado que deverão ter olhos lacrimejantes continuamente, exigindo higiene diária.

Uma boa dica é passar um pano com uma solução de soro fisiológico em torno dos olhos para evitar aquele olhar lacrimejante e desagradável. Junto disto é preciso também realizar uma limpeza semanal nos ouvidos que acumulam uma grande quantidade de cera. Procure pegar um cotonete também embebido em soro fisiológico e passe com muito cuidado nos seus ouvidos que são sensíveis.

As suas unhas precisam também ser cortadas regularmente! As unhas do gato Persa podem causar problemas nas mobílias e nas pessoas.

Para manter o seu pelo brilhante e sedoso, é importante assegurar uma alimentação saudável!
Quando o gato está em sua fase adulta, deve comer apenas duas vezes por dia. A sua alimentação deverá ser composta de ração seca juntamente de comida enlatada, além de às vezes algumas guloseimas para o gatinho se deliciar.
E lembre-se, é claro, de manter sempre a água fresca, pensando no nível de hidratação necessário do felino.

Recomendação!
Consulte com seu veterinário sobre as melhores opções em ração para o seu gatinho. Uma das marcas mais recomendadas, é sem dúvida a Royal Canin para gatos Persa.

Outras marcas recomendadas são as Super Premium para gatos de pelo longo, você pode conferir as opções clicando aqui.

E o comportamento do gato Persa, como é?

Temperamento do gato Persa

Os gatos da raça Persa costumam ser serenos, observadores, dóceis, elegantes e graciosos, preferindo conviver em um ambiente seguro e tranquilo, ficando muito mais dentro de casa do que nas ruas. Tudo o que ele precisa é de carinho e confiança, e adaptam-se perfeitamente apartamentos.

gato persa

Ele convive muito bem com os donos e se adapta facilmente às pessoas, crianças e outros gatos, além de outros animais.

Outra características dos gatos em geral, é a higiene. Eles costumam ser bem limpinhos, se limpando por conta própria e assim deixando de lado a necessidade de banho mensal pelos donos.

Porém, esta vantagem pode causar alguns probleminhas para o gato, como a formação de bolas de pelo dentro de seu organismo, de tanto que se lambem para se limpar.

Uma solução bastante eficaz para isso é o Ball Free Suplemento, que garante a eliminação das bolas de pelo de forma natural através das fezes do gato.

Quer saber como surgiu o gato Persa no mundo?

Origem e história do gato Persa

Persas têm desfrutado de um longo reinado entre os fãs de gatos e têm se destacado em shows desde 1871, ano da primeiro exposição moderna de gatos realizada no Crystal Palace de Londres.
Portanto, Persas existem há mais 125 anos. Gatos de pelo comprido, incluindo os antepassados das modernas raças Persa e angorá, foram vistos pela primeira vez na Europa, em meados dos anos 1500, introduzidos pelas caravanas Romanas e Fenícias da Pérsia (hoje Irã) e Turquia, de acordo com documentos da época.

gato persa

Os pesquisadores acreditam que o gene recessivo para pelos longos apareceu espontaneamente na população de gatos no frio das áreas montanhosas da Pérsia. Um viajante italiano chamado Pietro della Valle é creditado por trazer gatos persas para o mundo europeu em 1600. Ambos os gatos angorás e persas são mencionados no manuscrito Viagens de Pietro della Valle. Ele descreveu os persas como cinza com pelos muito longos, sedosos e brilhantes.

Foi então no início dos anos 1900 que o persa se tornou muito popular. Persas azuis eram especialmente premiados, provavelmente porque a Rainha Vitória possuía dois.

No início da década de 1900 o Conselho Britânicos de Criadores de Gato decidiu que os persas, assim como os angorá e os russos de pelos longos, deveriam ser conhecidos simplesmente como pelos longos, o que continua até hoje.

Persas foram importados para a América no final dos anos 1800, onde foram muito bem recebidos. O persa rapidamente tomou conta da competição e tomou seu lugar como o gato top. Usando padrões britânicos como um ponto de partida, os criadores norte-americanos iniciaram seus próprios programas de melhoramento para refinar a pele, cor e estrutura. Logo, o persa americano desenvolveu um estilo muito próprio e evoluiu para o tipo que vemos hoje em dia.

Gostou de saber mais sobre o gato Persa?
Você tem um? Conte para nós como é o seu gato!

Siga-nos no Facebook | Confira nossas ofertas