COMPARTILHAR
Divulgação

Porte: Médio
Peso: 9 kg a 11 kg
Necessidade de exercício diário: Alta
Temperamento: Inteligente, Independente, Ativo, Curioso, Obstinado, Reservado
Adestrabilidade: Baixa
Expectativa de vida: 12 a 16 anos
Principais Rações para Basenji: Adimax, Premier, Hills, Biofresh, Royal Canin

Já conheceu um cachorro que tem atitudes parecidas com as de um gato? Assim é o Basenji!

Essa raça é uma das mais antigas entre os cães e possui características que o assemelham com um felino. Ele se higieniza sozinho, lambendo os seus pelos, e adora ficar em lugares altos, para poder ter uma visão ampliada do seu território.

Originário da África, ele é uma das poucas raças que surgiu naquele continente. Era muito usado como caçador, por conta da sua personalidade curiosa e obstinada.

Personalidade

O Basenji é originário da África. Crédito: Divulgação

O Basenji é um cão bastante diferente. Ele possui como uma característica específica o fato de não latir. Mas isso não significa que ele é mudo.

Esse cachorro até faz alguns barulhos, como latidos curtos e uivos. Mas no geral ele é bastante silencioso. Por isso, é ótimo para quem mora em apartamento.

Apesar de se acostumar bem em lugares pequenos, o Basenji adora se exercitar e se entreter com brincadeiras em parques e no quintal. Ele é um cachorro bastante ativo.

Por ainda herdar as habilidades de caça de seus antepassados, o Basenji vai amar brincadeiras de buscar objetos escondidos. E cuidado com o quintal, pois certamente ele vai querer cavar buracos para esconder suas “presas”.

O Basenji é um cachorro bastante reservado no dia a dia. Outra semelhança que ele possui com os gatos. Mas desenvolve um apego muito forte com o seu tutor, podendo até a mostrar agressividade caso alguém chegue perto do seu “protegido”.

Não é muito indicado para o convívio com crianças, pois talvez ele não goste muito dos contatos próximos e brincadeiras que os pequenos fazem com os cachorros.

Pelagem e cores

As cores da sua pelagem pode variar entre tons terrosos e escuros, como o preto. Crédito: Divulgação

Seus pelos são bastante curtos, porém muito macios. Pelo fato de ele se lamber bastante, não necessitará de cuidados muito especiais com a sua pelagem. Apenas uma escovação por semana já ajuda.

Na questão das cores, as combinações possíveis para os pelos são: preto, laranja e branco, preto e branco, vermelho e preto ou totalmente preto.

Cuidados especiais

O Basenji é um ótimo caçador. Crédito: Divulgação

O Basenji costuma ser bastante saudável, não necessitando de uma atenção muito específica para a sua saúde. Uma boa dose de exercícios diários já ajuda a mantê-lo com a saúde em dia.

Como ele é originário de uma região quente, com clima tropical, é preciso tomar cuidado em dias mais frios. Se for possível, é indicado colocar uma roupinha nele durante as estações mais geladas.

História

Filhotes foram levados à Inglaterra, mas contraíram doenças. Crédito: Divulgação

O Basenji é considerado um dos cachorros mais primitivos. Existem relatos de que ele era adorado pelos egípcios, ganhando notoriedade entre os faraós. Várias imagens de cães parecidos com os Basenjis são encontradas em tumbas daquele povo antigo.

Mas suas origens também são retratadas como vindas da região onde hoje está a República do Congo. Até o século XIX, os povos daquela localidade utilizavam as habilidades natas de caça dos Basenjis.

O seu nome deriva de uma tribo conhecida como “bashingi”, na região do Rio do Congo.

A partir dos anos 1890, houve duas tentativas de levar a raça para a Europa, na região da Inglaterra. Em 1895 os Basenjis foram até as terras inglesas, mas contraíram uma doença conhecida como “mal de Carré”. Uma nova tentativa aconteceu em 1923 e eles também foram contaminados e morreram.

Isso ocorreu, pois a doença não estava difundida no continente africano, então os cachorros não adquiriam imunidade contra ela.

Só depois dos anos 1940 é que foi possível levar a raça para as terras europeias e também aos Estados Unidos. Foi quando os Basenjis se popularizaram como pets e ganharam os corações dos amantes de cachorros.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDirofilariose: o que é, sintomas e tratamento
Próximo artigoTudo sobre a Fisioterapia Veterinária
Adoramos ler, escrever e falar sobre pets! Amamos cães, gatos e todos os animais e estamos aqui para te ajudar a entender tudo sobre o seu amiguinho, tirar dúvidas, se divertir, rir, emocionar e conhecer várias dicas importantes.