COMPARTILHAR

Porte: Grande
Peso: 36 kg a 60 kg
Necessidade de exercício diário: Alta
Temperamento: Afetuoso, Leal, Inteligente, Fiel
Adestrabilidade: Média / Alta
Expectativa de vida: 6 a 8 anos
Principais Rações para Bernesse: Adimax, Premier, Hills, Biofresh, Royal Canin

O Bernese Mountain Dog, ou só Bernese, é um cachorro que chama a atenção por onde passa. De porte grande, elegante e bastante dócil, essa raça é a paixão das famílias. Ele adora estar em companhia de seus tutores e se dá muito bem com crianças, por ser bastante gentil e brincalhão.

Atualmente, junto dos cachorros da raça Golden Retriever, são os queridinhos do mercado de Propaganda e Marketing. Ele aparece em diversos comerciais e produtos de divulgação de marcas de ração e até mesmo do mercado imobiliário.

Personalidade

O Bernese não gosta muito de ficar sozinho

O Bernese possui uma personalidade cativante e é adorado por aqueles que admiram um cão elegante e charmoso. Não é à toa que o associamos ao signo de leão, em nosso post sobre o melhor cachorro para cada signo do zodíaco.

Essa raça é muito sensível, leal e adora estar junto de sua família. Se dá muito bem com outros animais e com crianças.

A sua origem traz uma ótima habilidade para trabalhos em campo, como para pastoreio de rebanhos de bois, vacas, ovelhas, etc. Por isso ele adora atividades ao ar livre, se mostrando um cão bastante enérgico.

Apesar do seu tamanho, ele não irá se sentir muito confortável ficando sozinho no quintal. Ele adora uma companhia, por isso a sua família terá de se acostumar a tê-lo por perto dentro de casa.

O preço de um Bernese filhote é a partir de R$4 mil.

Pelagem e cores

Seus pelos coloridos e brilhantes chamam a atenção

Os seus pelos são bastante longos e lisos. Com bons cuidados se tornam muito brilhantes.

Tradicionalmente o Bernese tem a pelagem tricolor, com tons em preto, branco e marrom. Uma característica da raça é a máscara no rosto, com uma faixa branca entre os olhos.

Cuidados especiais

Ele adora a companhia de outros animais

O Bernese é um cachorro muito saudável e não tem muita propensão à obesidade. Porém, como ele gosta de atividades ao ar livre, é preciso levá-lo para passear com bastante frequência.
Por ser um cão grande, precisa de bastante espaço para poder viver bem. Ter um quintal com espaço para ele correr é uma ótima pedida.

Pelo tamanho de sua pelagem, que costuma ser longa, é preciso escová-lo pelo menos duas vezes por semana. Na época de troca de pelos é bom adicionar mais um dia por semana.

Na questão de saúde, o Bernese costuma sofrer de doenças de origem genética. Por isso é recomendável levantar um histórico de seus parentes. Os males mais comuns que acometem essa raça são displasia (má formação) coxo-femural e dos cotovelos e câncer.

História

O Bernese teve origem em locais frios, com neve

O Bernese vem de uma linhagem de cachorros de pastoreio originários da Suíça. Existem algumas divergências na sua história.

As mais divulgadas dizem que ele poderia ser um cão nativo dos Alpes Suíços ou então que foi introduzido naquele país pelos romanos, na época em que o império comandava a região da Suíça.

Acredita-se que se trata de uma raça muito antiga, pois há registros em vasos arqueológicos de desenhos de cães muito parecidos com o Bernese.

Essa teoria ainda demonstra que o surgimento do Bernese se deu pelo cruzamento entre os cães da raça Matiff, introduzida na Suíça pelo império romano, com cachorros pastores, nativos de Berna. Desse cruzamento surgiram quatro raças: Swiss Mountain Dog, o Appenzel Mountain Dog, o Entlebucher Sennenhund e o Bernese Mountain Dog.

O fato é que ele foi muito popular na região do Cantão de Berna, dando origem ao seu nome. Ele era muito utilizado nos trabalhos de cão de guarda e pastor. Por sua força, o Bernese ficava responsável por puxar carroças de produtos que os seus tutores, donos de fazenda, produziam e vendiam nos mercados.

A partir dos anos 1900 eles começaram a figurar em feiras e competições, dando popularidade à raça. Assim começou a se espalhar pelo mundo todo.

Uma curiosidade é que o Bernese quase entrou em extinção. No final dos anos 1800, com o crescimento da popularidade de cães da raça São Bernardo, os agricultores deixaram de dar atenção ao Bernese, diminuindo drasticamente sua reprodução.

Esse quadro mudou quando Franz Schertenleib, dono de um albergue em Burgdorf (comuna de Berna), se apaixonou pelo Bernese e passou a montar sua criação da raça. Ele foi o responsável por proliferar esse amável cachorro naquela época.

E você também tem uma paixão pelo Bernese Mountain Dog? Conte a sua história nos comentários!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAlimentos que seu cão pode ou não comer
Próximo artigoO que é otite canina?
Adoramos ler, escrever e falar sobre pets! Amamos cães, gatos e todos os animais e estamos aqui para te ajudar a entender tudo sobre o seu amiguinho, tirar dúvidas, se divertir, rir, emocionar e conhecer várias dicas importantes.